Acesso restritoCONSULTAS SCPC

 

Empresas de confecção poderão vender a varejistas com Cartão BNDES

A medida vale para itens de fabricação nacional e resulta de colaboração técnica entre o banco e a Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit). Os primeiros segmentos que poderão vender e receber dos compradores via Cartão BNDES são malharia, meias e tricotagem e moda íntima. Esses setores reúnem cerca de 8 mil empresas. A meta, segundo o BNDES, é incorporar gradualmente todo o setor de vestuário.

“A gente está criando um canal de financiamento para que as pequenas confecções possam vender seus produtos com segurança e, de certa forma, reduzir inclusive a dependência delas das grandes redes, porque elas têm uma relação mais individual”, disse à Agência Brasil o chefe do Departamento de Operações de Internet do BNDES, Ricardo Albano. “É um canal de vendas mais potente para as pequenas redes de varejo.”

O Cartão BNDES é voltada exclusivamente para micro, pequenas e médias empresas e permite o financiamento em até 48 meses. O fornecedor recebe o pagamento à vista, em 30 dias após a compra.

Podem solicitar o credenciamento no portal do banco empresas constituídas há mais de dois anos. Os produtos cadastrados passarão pela análise do BNDES. Os varejistas interessados em comprar os itens podem pedir o Cartão BNDES no mesmo site.

Em março e abril, o BNDES vai promover workshops no município de Nova Friburgo, na região serrana do Rio de Janeiro, considerado o maior polo de moda íntima do país; e na região do Vale do Itajaí, em Santa Catarina, que também concentra empresas têxteis.

Portal

Mais de 270 mil itens estão cadastrados no Portal de Operações do Cartão BNDES por 72 mil fornecedores credenciados. Entre os itens mais comprados estão máquinas e equipamentos, materiais de construção civil, computadores, softwares, móveis comerciais, insumos têxteis e motocicletas para serviços de entrega.

Fonte: EBC 

 

 


<< Voltar


CURSOS E EVENTOS


Veja todos


PARCEIROS